Publicações

Veja Também

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17

Dia Nacional da Consciência Negra

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. Esta data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Destaca-se que asemana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra.

Com a implantação dessa lei, o governo brasileiro espera colaborar para o resgate da contribuição dos povos negros nas diversas áreas, tais como: social, econômica e política, extraídas ao longo da história do nosso país.

A escolha dessa data não foi por acaso: em 20 de novembro de 1695, morreu Zumbi, o mais importante líder dos quilombos de Palmares, que representou a maior e mais importante comunidade de escravos fugidos nas Américas, com uma população estimada de mais 30 mil. Zumbi morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também um forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Importante frisar que Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.

Dessa forma, comemorar o Dia Nacional da Consciência Negra é uma forma de homenagear e manter viva em nossa memória essa figura histórica. Não somente a imagem do líder, como também sua importância na luta pela libertação dos escravos, concretizada em 1888.

Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência na data de 20 de novembro são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia, identificação de etnias entre outros

Assim, é importante que se conquiste o "Dia da Consciência Negra" como o Dia Nacional onde toda a população brasileira que luta por uma sociedade de fato democrática, igualitária, com o propósito de unir todas as classes sociais num projeto de nação que contemple a diversidade formada no nosso processo histórico.

Caroline Pinheiro Ratti

Assistente de direito do escritório de Advocacia Battaglia & Kipman com sede na Vila Olímpia - São Paulo